sábado, 29 de junho de 2013

Tendência: Preto e Branco


            Você já deve ter visto alguma mulher “zebra” por aí né? Se você viu a minha última indicação musical, também pôde conferir que a Janelle Monaé usou e abusou do P&B. Pois é, o Preto e Branco já era e ainda é moda entre as mulheres, mas o universo masculino não imaginou que essa moda pudesse pegar tirando, é claro, o terno/blazer preto e camisa branca.
            Nos últimos desfiles das grifes GucciVersaceJil Sander e Alexandre McQueen podemos ver a tendência chegar ao universo masculino.


            Mas como sabemos que são poucas as peças que saem da passarela para os guarda-roupas, fui ao LookBook (que está ficando pior cada vez que acesso) vê se o pessoal “IT” já havia aderido. Confiram, se inspire e monte o seu.




            Não há segredo para montar seu look. As peças são sempre nas cores P&B, e aí é só você decidir se quer usar o Preto na parte de baixo e o Branco na parte de cima ou ao contrário.

domingo, 23 de junho de 2013

Filme: A Mulher do Lado


            Um ótimo filme francês de drama-romance daqueles que fica na sua cabeça.
            A primeira vez que pude assisti-lo foi em 2009 e fiquei apaixonado pelo mesmo. Até hoje fico pensando no que foi que me chamou mais atenção, se foi o cenário (que não é lá essas coisas, mas é aconchegante), se foram às conversas romântico-explicativas/reveladoras que Bernard e Mathilde tinham pelo telefone quando ficavam sozinhos em suas casas, ou se foi o final trágico da história, ou se foi o sorriso lindo da atriz Fanny Ardant.


Sinopse (Wikipédia):
Na cidade de Grenoble a responsável por um clube de tênis conta os trágicos acontecimentos que aconteceram quando um homem que é casado tem novos vizinhos e fica surpreso ao ver que a mulher do novo vizinho já esteve envolvida com ele, há oito anos atrás. Ambos comportam-se como se não conhecessem mas, pouco depois, o caso deles recomeça. No meio de uma festa ele perde o controle de uma situação muito embaraçosa e o passado é relembrado, deixando toda a situação mais tensa.

            Faz parte do elenco Gérard Depardieu e Fanny Ardant. O filme de 1981 é do excelente diretor François Truffaut.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Janelle Monaé – Q.U.E.E.N feat. Erykah Badu

            Sabe quando se escuta uma música a primeira vez e logo fica apaixonada pela mesma? Aconteceu comigo por a nova música da Janelle Monaé, Q.U.E.E.N.
            A música é maravilhosa, o soul, o funk, o groove, ecoa pela cabeça tornando-se quase impossível parar de escutar, e até mesmo parar de mexer o corpo.
            Outra coisa muito legal é o clipe que é todo conceitual no Black and White e totalmente artístico. A história se passa em um museu que reúne personalidades rebeldes do mundo artístico, entre elas Janelle Monaé que e Erykah Badu que voltam à vida após as meninas colocarem uma música contagiante.



Q.U.E.E.N fará parte do novo disco da Janelle chamado The Eletric Lady sem data ainda para lançamento. :( 

domingo, 16 de junho de 2013

A Fotografia Analógica


            Olhar com curiosidade para ela que esbanja um design retrô. Pegá-la com força, pois diferente das que temos hoje, ela é bem pesada. Analisar cada botão, cada compartilhamento e colocar força para que os mesmos funcionem. Ficar com um pouco de medo por cada ação realizada nela para não quebrá-la. Mas aos poucos vai se acostumando com o peso, com o travamento dos botões, o medo de quebrar vai sumindo, começa a amar o design retrô, e então não vai querer mais largar a câmera analógica.
            Quem nasceu até meados da década de 90 sabe o que é e como é uma câmera analógica, muitos ficam até nostálgicos quando tocam no assunto. Pegar a câmera, colocar o filme escolher qual o local para bater cada pose porque cada uma era muito preciosa, tirar aquela foto fazendo pose de modelo, e concluir o filme batendo foto da mãe, irmã, tia, cachorro e papagaio. Ir mandar revelar, esperar quase dois dias para ir buscar (lembro que eles pediam no mínimo 24hrs) e quando for buscar se decepcionar porque a metade das fotos queimou, inclusive aquela que estava fazendo pose de modelo. E assim as pessoas iam registrando os acontecimentos da sua vida.
            Pelo filme ser caro e a revelação também, a fotografia naquele tempo não era uma espécie de “brincadeira” dedicada a redes sociais. A fotografia era tida apenas como uma forma de registrar um fato para guardar de lembrança e mostrar a familiares e amigos.
            As câmeras digitais mataram as câmeras analógicas, aliás, quem não gostava e gosta de vê a foto na hora e se não ficou tirar outra? E não foi só poder ver a foto na hora, mas sim ficar livre da compra de filmes e revelações. Quantas pessoas comprava o filme, batia todas as poses e só revelava o mesmo após 3 ou 4 meses porque não tinha dinheiro? Mas quando revelava era só risos e alegria.
            Os efeitos das analógicas eram o mais legal e ainda são os mais legais. Ruídos, bordas queimadas, dupla exposição e as light leakers gerava polêmica, pois de um lado estava às pessoas que adorava, e do outro, os que odiavam. Outra coisa legal era o tom que ficava nas fotos. Tons calmos, cores suaves que deixava a foto com ar vintage, romântico, caseiro, porém esses mesmos tons iria depender muito do tipo de filme a ser usado.
            Mesmo com todo o auge da fotografia digital se engana quem pensa que a fotografia analógica despareceu de vez, ela está mais atual do que pensamos. É fácil encontrar imagens no Flickr que saíram das câmeras analógicas. Outro lugar também que está recheado dessas fotografias é o Tumblr. Sabe aquelas imagens super cool, lindas, românticas, de aventuras com os amigos lá do Tumblr? Pois a grande maioria são analógica e que se vocês prestarem atenção nelas verá que uma vai ter um ruído, outra vai ter uma imagem com tom de analógica, outra vai ter light leakers, e etc.
            A fotografia analógica deixou saudades, afinal tudo o que marca nossas vidas, de uma forma ou de outra, deixa saudades. Mas aposto que em algum lugar da sua casa tenha uma câmera analógica esquecida. Que tal pegá-la, tirar a poeira e começar a usar?

terça-feira, 11 de junho de 2013

Conserve seus Fones de Ouvidos


            Eles são acessórios indispensáveis no nosso dia-dia menos para os funkeiros (tá foi brincadeira). Fazemos exercícios com os fones de ouvidos, vamos para o curso/trabalho, esperamos ser atendidos na fila do banco/consultório...
            Sabemos também que os fones de ouvidos tem uma vida útil muito curta chegando a durar de 3 a 6 meses. Os problemas são sempre os mesmos, primeiro queima um fone, depois não aguentamos só escutar em um lado e compramos outro. Às vezes deixamos de comprar outra coisa para comprar um fone. :\
            Mas, com alguns cuidados, podemos fazer com o fone (que custou tão caro, ou que foi baratinho) dure mais de 6 meses. O meu, por exemplo, foi comprado (PASMEM) em 2011 e custou apenas R$: 12,00. Não é de marca famosa, mas o som dele é muito bom e eu uso ele pra tudo, no meu computador, no meu celular (não dá para falar) e até no radinho de pilha da minha mãe. Estamos em 2013 e até agora nem sinal de queimar hehe. Mas voltando para o tema do post, tenho algumas dicas que irá ajudar a conservar um de seus acessórios favoritos. Vamos lá?
*Nunca deixe bater os fones uns nos outros e nem em outro objeto tipo moveis e até mesmo no chão.
*Nunca enrole o cabo do seu fone no disposto móvel e nem enrole de modo que fique dobrado, pois acarretará na quebra dos fios que ficam dentro da capa protetora do cabo.
*Nunca puxe os fones do dispositivo móvel pelo cabo. Puxe pela base do conector que possui o apoio para segurar/puxar.
*Evite dobra-los, deixe-os livres e soltos.
*Evite pesos e pressão em cima deles.

            Bom, eu acho que é isso. Caso me lembre de mais dicas atualizarei o post, mas são essas as que eu uso com o meu. Então vamos conservar nossos fones de ouvidos, pois eles nos isolam do mundo que vivemos e nos leva para o mundo que gostaríamos de estar.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

A moda dos Japoneses


            Eles são ousados e cada um tem seu estilo próprio. Os japoneses, assim como na alimentação, têm um gosto de se vestir um pouco ou muito exótico e alguns são verdadeiros personagens de mangás vivo. Para a nossa cultura eles seriam considerados criaturas bizarras, mas lá no Japão eles não passam de jovem que se vestem de acordo com a sua tribo (sim, a maioria dos jovens pertence a alguma tribo). Também tem aqueles que acertam no look e tem aqueles que você pensa: “Mas que m*rda é essa?” haha. Dê uma olhada no Street Style Japan.







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...